quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Giz pastel seco da Faber Castell

Olá artistas e arteiros de plantão, tudo bem?

Nossa gente, desculpe, que saudades do blog! Minha vida de recém mãe que voltou ao trabalho está difícil, super corrida e eu angustiada porque tenho tantas novidades aqui pra mostrar pra vocês, ai, aguardem!

Além do trabalho tenho minha bebê, a Angelina, que está ultra mega esperta, uma graça, e que não deixa a mamãe usar o computador porque ela quer usar junto, e aí não dá.

Giz pastel seco na minha vida é sinônimo praticamente da Koh-i-Noor, porque aqui em Mogi Guaçu, S.P., onde vivo passeando pelas papelarias é o que encontro. Porém algum tempo atrás me apareceu este da Faber Castell.

Esta linha da Faber disseram ser a melhor então fiquei bastante empolgada para
Usei esta caixinha com doze cores, que são bem sortidas e bonitas, muito úteis para você que não tem medo de se jogar na cor.

O que achei do produto?
Gostei primeiro de ser um bastão, detesto aqueles que vem com um papelzinho ou plástico e eu fico perdendo tempo para tirar,hehehehe.


Não pude trabalhar com camadas porque o giz não é meu, mais pelo que usei as cores são miscíveis entre si e tem que aplicar com delicadeza, se pesar a mão fica marcado, igual neste desenho rápido da Angelina que fiz com ele (sim, minha filha musa inspiradora de novo #aguentem# rs).


Este giz pastel seco é de um aluno meu que comprou porque gostou das cores e acho elas bem legais para fazer o fundo dos seus desenhos em quadrinhos. Realmente para ele vale a pena, pois olha que lindo ficou esta releitura que ele fez!
O único problema que achei é o preço, em média 80 reais (por 12 cores) em sites virtuais aqui no Brasil.

Resumindo...
Achei o giz muito bom, cores bem vivas e miscíveis, só não gostei muito do preço, mas mesmo assim vale o investimento por ser de alta qualidade (não aqueles escolares baratíssimos). Por isso vou dar 5 girassóis de Van Gogh para o giz pastel seco da Faber.