sábado, 27 de dezembro de 2014

Qual lápis de cor aquarela melhor? Versão 2014

Olá artistas e arteiros!

Sumi devido a um susto, a Angelina, minha bebê, resolveu nascer antes da hora! Estamos bem buuuuttttttttt tive que sumir por motivos óbvios. Em breve vou falar mais sobre ela aqui.

Um dos posts mais acessados do blog é o que compara lápis de cor aquareláveis e qual aquarela melhor. Resolvi refazer este post porque agora  tenho o lápis da Koh-I-Noor e Maped. Vamos ver quem ganhou a batalha?


 Este ano consegui usar a mesma cor, o preto, em todos. Fica mais fácil assim de comparar. O da Maped vou falar depois porque tinha feito este post todinho quando achei os aquareláveis da marca.



Tentei usar a mesma quantidade e fazer uma elipse do mesmo tamanho. Chances iguais para todos. 

Este ano não usei o lápis da Acrilex porque estou cansada de reclamações dele. Até se a Acrilex quiser me enviar uma caixa de um novo lote fico disponível para fazer um teste e mostrar aqui tá?

Vamos lá então?


Primeiro teste Faber e Staedtler deram show em termos de dissolução de pigmentos e aquarelaram super bem, enquanto o Caran e o Koh-i-Noor decepcionaram. Resolvi fazer o teste porque principalmente o Koh-i-Noor em outros trabalhos se saiu super bem. Então vamos fazer o tira-teima.




Beeemmm melhor né..... :D

Mas como o Faber e o Staedtler  de primeira deram super certo na hora de aquarelar e são mais fáceis de se encontrar no mercado nacional continuam em primeiro lugar, empatados.Para pintar sem jogar água temos algumas diferenças, mas no quesito aquarelar já sabem minha opinião.

Vamos ao lápis da Maped...


Fiz o mesmo processo, na mesma folha para testar.


No 1º acalquei com vontade o lápis como fiz nos outros e ficou muito marcado. No 2º e no 3º fui mais suave, o resultado foi melhor, porém nada satisfatório. Esse lápis da Maped só compensa usar aquarelado se você pintar em uma folha de rascunho, pegar o pincel úmido e aquarelar e com o pincel carregado com a cor pintar na folha do seu desenho.


Resumindo...
Continuo com o lápis da Faber e da Staedtler no quesito "aquarelabilidade" (se é que essa palavra existe,rsrsrs).

No ano que vem refazemos o teste e quem sabe com mais marcas. Indicam mais alguma para acrescentar?

Espero que tenham gostado e ajudado vocês! Até a próxima!


sábado, 6 de dezembro de 2014

Lápis aquarelável escolar 24 cores da Maped

Olá artistas e arteiros!

Demorei mais voltei falando sobre o lápis de cor aquarelável da Maped. Depois de fazer sucesso com a resenha da versão do lápis tradicional, a versão aquarelável era muito esperada. Confesso que estava megaaaaaaaaaaaaa ansiosa para testar e quando vi na papelaria já fiz a vendedora me vender um sem nem ter cadastrado o produto na papelaria,kkkkkkk, ainda mais com o preço bom, R$25,00! 

Vamos ao que interessa! Senta que a resenha é longa e uma das mais completas que já fiz.


Caixa


A caixinha é do mesmo modelo do lápis de cor normal da Maped, tem uma parte plástica que ajuda a manter os lápis em ordem.










Teste da caixinha



Pela sujeirinha na caixa fiquei animada,kkkk. É uma pena que ele vem lacrado, só vi isso depois de abrir.




Pincel 


Fiquei animada de ver o pincel, vem com uma proteção



Só que depois foi só decepção... O pelo parece natural, porém ao tentar aquarelar ele começou a soltar pelinhos, achei fraco e totalmente dispensável.



O lápis aquarela bem?



Primeiramente quero deixar claro que lápis que aquarela bem para mim é aquele lápis que dissolve bem o pigmento e não deixa marcas no papel. Nesse quesito fiquei bem decepcionada porque testei apertando bem o lápis no papel e sendo bem suave no traço e em todos os casos ficaram marcas feias no papel. O melhor jeito de usar ele aquarelável é rabiscando em uma folha, passando o pincel úmido e pintando com a tinta do lápis dissolvido em outra folha. Deem uma olhada como ficou na folha.












E pintura sem aquarelar?


Também fiquei um pouco decepcionada. Geralmente costumo passar as cores claras e depois as escuras e os resultados com eles não foram muito bons assim, só ao contrário.


Fiz o seguinte teste para vocês verem. Peguei as cores Gaia e Blush e pintei uma esfera na primeira etapa. Na segunda etapa passei a cor Gaia em cima da Blush e vice-e-versa.




O resultado foi este. O efeito de degradê (sombreamento) ficou muito melhor com com a cor escura primeiro (Gaia) e depois a cor clara (Blush).

Vendo isso resolvi fazer uma das coisas que mais gosto, que é desenhar e pintar um olho. Comecei então com o lápis de cor preto marcando as partes escuras e definindo o brilho.





Depois coloquei um pouco de ocre e marrom.



E fui reforçando...



Na terceira etapa passei azul e cinza na parte de dentro do olho (conjuntiva) e marquei as sombras da pálpebra com marrom. 



Para terminar passei rosa e branco para dar aquela misturada nas cores, mais cinza e mais a cor Blush, que não aquentou muito e deu uma esfarelada.


Aqui tem uma imagem com todas as cores que usei neste desenho. Adoro lápis de cor, é tão lindo!




Resumindo...


O lápis aquarelável da Maped chama a atenção pelo preço (praticamente R$1,05 por lápis) e pelas cores bonitas. Tem uma caixinha ótima para conservar os lápis e vem com um pincel dispensável porque não apresentou muita qualidade.

Decepcionou um pouco por deixar marcas no papel e não aceitar primeiro as cores claras e depois as escuras.

Se vale a pena comprar? Se for só para pintar como ensinei aqui e você estiver bem sem grana sim. Caso contrário recomendo você comprar o lápis de cor normal da Maped e se quiser pintar e aquarelar procurar outras marcas resenhadas aqui.

3 girassóis de Van Gogh para o lápis de cor aquarelável da Maped!


Desculpem o post gigante mais tinha que mostrar tudo para vocês. Espero que tenham gostado. Até breve pessoal!