terça-feira, 28 de outubro de 2014

O pouco que vi da Pixel Show 2014!

Oi pessoal, falei que ia voltar rápido?



Hoje vim dar minha opinião sobre o que vi da Pixel Show. 

Infelizmente não tenho muitas fotos porque meu cartão de memória da câmera deu problema e não consegui comprar outro a tempo. Vou postar aqui umas fotos vergonhosas do meu celular que no escuro não faz milagre,kkkk.

Eu fui somente no sábado e não pude ficar o período inteiro porque o pessoal que foi comigo, um grupo de professores de Arte, não gostou da feira.
Segundo eles não havia nada prático para professores de ensino fundamental e médio de Arte.
 Realmente, se você é professor de Arte e espera oficinas para passar para os alunos está no lugar errado.




O objetivo do evento não é esse e sim ser uma feira de Arte e criatividade, onde você pode ter contato com diferentes áreas como design, grafite, arte urbana, pintura, publicidade e música. Este ano haviam bandas se apresentando e também palestras rápidas com demonstrações de artistas produzindo e comentando pessoalmente seus trabalhos.Um lugar propício para você entender como está a economia criativa do país e ampliar o seu repertório cultural.


A feira com os estandes, pelo que consegui ver, continuou praticamente a mesma coisa do ano passado. Posca, Copic e Faber estavam praticamente a mesma coisa e sem grandes novidades. Porém tinha materiais em promoção em alguns estandes que eu não consegui aproveitar buáaaaaaa.

O que achei que melhorou e muiiiito foi que proibiram o fumódromo na área de acesso às palestras e banheiros (valeu organização!). Achei o som um pouco alto durante as palestras que assisti e o sistema de vídeo que dava problemas atrapalhou um pouco.

Pra comer não tinha muita coisa, mas este ano descobri que o shopping Iguatemi SP é ali perto então o rango estava garantido.



 Tinta a óleo neon que muda conforme a luz! 



 Palco das palestras da Pixel Show 2014

Assisti só duas palestras, a da QuesttoNó, uma empresa de design e criatividade, tem uma equipe multidisciplinar para criar seus produtos e do artista visual Rafael Silveira, que se encaixa no movimento pop surrealista (nem sabia que existia isso, adorei!).

A QuesttoNó apresentou alguns de seus projetos como a embalagem da linha Natura Sou e uma guitarra feita em uma impressora 3D. Gostei da palestra porque gosto de ver os processos de criação, o protótipo bem porquinho deles, como eles mesmos definiram até chegar ao produto final.

A palestra de Rafael Silveira foi bem legal porque ele contou sobre sua trajetória dos fanzines até as galerias e exposições internacionais, como conseguiu entrar neste difícil mercado das artes visuais e como utiliza a tecnologia para fazer suas obras #e você achando que só artista gráfico usa computadores e meios tecnológicos#). Como sou ilustradora como ele tirei muitas fotos da palestra e vou deixar aqui para vocês pesquisarem as referencias que ele citou.


















Bem, infelizmente só foi isso que consegui ver este ano #buáaaaaaaaa de novo. O bom de pagar as palestras é que recebemos a assinatura da revista Zupi, cada uma com tema e artistas diferentes. Para mim vale muito a pena recebê-la.

Espero que tenham gostado da minha micro cobertura do evento 
# último buáaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.
Eu voltaria no próximo ano, só não vou fazer isso porque o ano que vem a prioridade é minha bebê a caminho,  a Angelina :D. Olha só o meu barrigão pessoal!


 Eu (a esquerda, de branco, com nariz inchado e na barriga a Angelina) e a animadíssima profª Marta a direita.

Até mais pessoal e me aguardem que em breve vou encher este blog de coisas de bebê,kkkk.

domingo, 26 de outubro de 2014

Pincéis BBB para aquarela! Testei o kit de pincéis da SINOART!


Olá artistas e arteiros de plantão! 

Sim, eu sumi! Tô voltando devagar... Esta semana vai ter mais post para compensar minha ausência, prometo!

Tem alguém com calor aí? kkkkkk Vem mais chuva para São Paulo, por favoooooooooooooooor!!! 

Quando eu penso em calor logo lembro de água e então nada mais refrescante do que falar de pintar com aquarela.

Comentei aqui em posts anteriores que fiz uma compra (auto-presente de aniversário) e esse kit encomendei junto porque estou sofrendo demais em achar pincéis para aquarela aqui e quando acho, principalmente aqueles de pelo de marta, estão um absurdo de caro! 




Resolvi arriscar então com este kit.

Na embalagem diz que ele é destinado a pinturas com aquarela, tempera (guache) e tinta acrílica e poster colour (pelo que pesquisei eles pegam pigmento em pó, tipo pó xadrez, e colocam água e tipo uma goma laca. Se alguém tiver mais informações sobre este material deixa nos comentários :D ).

Não sei se me arriscaria em pintar em telas (que tem uma textura bem áspera), mas no papel foi uma grata surpresa.

Achei que aguentou carregar água super bem, espalha bem a tinta como um pincel de  pelo de marta, na minha humilde opinião. As cerdas são sintéticas e super macias, até dá para usar em pinturas faciais.



Os pincéis (12 no total) são cada um de um tamanho e formato diferente, então a diversão é garantida.

Para completar a felicidade geral da nação paguei 49 reais neste kit...então, dividido por 12, temos a bagatela de 4 reais em média por pincel. Se for pesquisar um pelo de marta estão na faixa (número 6, 10) de 20 reais...compensa e muito!

A única coisa para os neuróticos de plantão é que ele não fica totalmente branquinho depois, talvez se deixar de molho por mais tempo (o que não fiz ainda).



Gostei muito da embalagem também, deixa os pincéis bem organizados, sem amassar. É um pouco grande, mas a também dá para ser usada para por água para lavar os pincéis.

Resumindo...

Amei estes pincéis da Sinoart, é um verdadeiro BBB (bom, bonito e barato!). Com aquarela funcionaram super bem e não ficaram nada atrás dos pincéis de pelo de marta que sempre amei, com uma diferença de preço enorme. Vale super o investimento! Cinco girassóis de Van Gogh para eles!




sábado, 11 de outubro de 2014

Exposições e eventos legais ainda este ano para visitar!

Olá artistas e arteiros! 

Gente, estou impressionada com 2014, é muito evento para um ano só! É Copa, eleições, ano de bienal de arte e do livro em São Paulo fora mega blaster exposições pipocando. E no meu caso ainda um bebê a caminho! Só por Jesus mesmo para eu dar conta de tudo,kkkk.

Como tem muita coisa legal que ainda dá tempo de ir (esta semana vai ter muita gente fazendo a semana do saco cheio que eu sei) resolvi fazer uma mini agenda de eventos para vocês que estão por São Paulo se organizarem. Eu espero ir em todos! 



Pixel show


Quanto custa?: Se você for só na feira é gratuito, mas lá tem oficinas e palestras pagas, então tem que entrar no site e pesquisar.

Quando?: 18 e 19 de outubro de 2014.

Segundo o site:

"O Pixel Show não para de crescer. Em 2013 se tornou o terceiro maior evento de arte e criatividade do mundo e o maior da área na América Latina. Nele, acontecem palestras internacionais, workshops, exposições, sessões de live painting, novas bandas e pontos de encontro de criativos. Em paralelo é realizado uma feira de arte, moda e criatividade gratuita ao público.
Organizado pela Zupi, o evento acontece desde 2005 e atualmente é realizado na cidade de São Paulo. Imperdível para aqueles que apreciam criatividade, o Pixel Show recebe de braços abertos profissionais e estudantes de diversas áreas. Nosso público vem dos países: Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Peru, Colombia, Portugal e outros.
O evento promove novas tendências como economia criativa, processos criativos, além de discutir os novos rumos pelos quais caminham os profissionais e estudantes das áreas desse mercado. Confira as datas, locais e os palestrantes desse ano!"
Vale a pena? No geral sim, achei alguns problemas de estrutura no ano passado tipo falta de área de descanso, de alimentação e um fumódromo decente para a galera da "fumaça" (imagina eu grávida este ano lá, estão perdidos comigo!). Do conteúdo das palestras gostei muito e pirei com as papelarias vendendo materiais lá. O valor do pacote é caro, mas compensa, porque ganhamos a assinatura da revista Zupi, que aproveitei muito neste ano como referencia com meus alunos. Vou arriscar e ir de novo este ano pelo menos um dia.

31ª Bienal de Arte de São Paulo



Quanto custa?: Gratuita.
Quando?: 6 de setembro a 7 de dezembro de 2014  de terça, quinta, sexta, domingos e feriados: 9h - 19h (entrada até 18h). Quartas e sábados: 9h - 22h (entrada até 21h). Fechado às segundas.

Vale a pena?: Sim se for sem monitoria, com tempo e sapatos confortáveis para andar muito. Meu post anterior foi com minha opinião sobre a Bienal, confiram!



XXXI FETEG - Teatro TUPEC, Mogi Guaçu, S.P.


E neste mês, na gloriosa cidade de Mogi Guaçu, está acontecendo o FETEG, festival de teatro estudantil guaçuano. Tudo bem que já começou, mas ainda dá tempo de ver algumas peças.



Em especial gostaria de convidar vocês para assistir a peça do dia 21 de outubro, escrita e dirigida por mim, um teatro infantil chamado "Uma donzela, um fantasma e muita imaginação" É a história da donzela Ana, que foi presa em uma torre por sua terrível madrasta, a bruxa Horrenda e felizmente consegue sair de lá graças a sua fada madrinha, fada Flora (que estava presa em seu anel) e ao corajoso cavaleiro Aldergan, com o qual viveu feliz para sempre. Porém um fantasma, cansado desta história, resolve fazer um feitiço para mudar tudo e aí a história vira uma bagunça total e bem divertida para o público. O cartaz ficou assim, com o desenho com aquarela e máscara da Corfix que mostrei aqui no blog.

Editei no Photoshop C6 e usei algumas fontes do site picmonkey







Agora daqui alguns dias vai começar megaaaaaaaaaa exposições em São Paulo imperdíveis também!



Exposição Salvador Dalí - Instituto Tomie Ohtake

Quanto custa?: Gratuita.
Quando?: 19 de outubro de 2014 a 11 de janeiro de 2015.
Terça a domingo e feriados, 11h às 20h. Estacionamento (R$ 18,00 a primeira hora; R$ 6,00 a hora adicional). Fechado às segundas.

Vale a pena?: Como não abriu ainda não posso dar certeza absoluta, mas pelo sucesso no Rio de Janeiro deve estar ótima esta exposição. O acervo parece ser maravilhoso e eu sou meio suspeita porque adoro o Salvador Dalí e o surrealismo. Ansiosíssima para ir! Mais informações neste link aqui.









Exposição Ron Muek - Pinacoteca do estado de São Paulo


Quanto custa?: Ingresso combinado (Pinacoteca e Estação Pinacoteca): R$ 6,00 e R$ 3,00.Grátis às quintas, após as 17h, e aos sábados.
Quando?: Começa dia 20 de novembro de 2014 e vai até não sei quando, kkkk. Não há informações oficiais até agora...

Vale a pena?: Como não abriu ainda não posso dar certeza absoluta, mas pelo sucesso no Rio de Janeiro e Paris (por exemplo) deve estar ótima (tudo vai para o Rio primeiro agora né,kkk). Sempre babei no hiper-realismo das esculturas deste artista e estou doida para ver como ele consegue passar tamanha veracidade usando fibras de vidro , silicone entre outros materiais. Vamos aguardar mais informações no site da Pinacoteca.





sábado, 4 de outubro de 2014

Eu fui! 31ª Bienal de Arte de São Paulo!

Olá pessoal!

Falei que estou com tuuuudo,kkkkk. Pois é, este ano São Paulo está bombando de eventos legais, e o último que fui foi a 31ª Bienal de Arte. Este ano o tema é "Como (…) coisas que não existem".  

Criada em 1962, a Fundação Bienal de São Paulo está localizada no Parque do Ibirapuera, na cidade de São Paulo, em um pavilhão emblemático da arquitetura modernista brasileira, projetado por Oscar Niemeyer. É uma das mais influentes instituições internacionais de promoção da arte contemporânea e seu impacto no desenvolvimento das artes visuais brasileiras é notadamente reconhecido. Desde a sua primeira edição, em 1951, foram produzidas trinta Bienais, com a participação de aproximadamente 160 países, 67 mil obras, 14 mil artistas e 8 milhões de visitantes. As duas últimas Bienais atraíram mais de 500 mil visitantes em cada edição, além do público registrado nas itinerâncias realizadas em diversas cidades do país, que na 29ª Bienal foi de 230 mil visitantes e na 30ª Bienal foi de 185 mil visitantes.




Eu gostei muito do tema, porque estimula a criatividade. Só achei que as obras estão bem polêmicas e com alunos fica meio complicado, mas no geral gostei do que vi. As obras estão bem criativas.

Tem de tudo um pouco: pinturas, esculturas, colagens, instalações e videoarte. Todas buscaram refletir sobre temas polêmicos da nossa sociedade como guerras, meio ambiente,violência . 


Eu (primeira a esquerda), Daniella, Simone e Aridne, 











A única reclamação que faço é sobre o tempo de ver as obras com monitoria (como foi meu caso, que fui com um grupo escolar). Tivemos só 1 hora e 30 minutos, não deu para ver nem metade da metade! Como professora senti também que os monitores não fizeram o mesmo roteiro com todas as minhas turmas, isso complicou para eu trabalhar na sala de aula.

Resumindo....

Se for a Bienal vá sem monitoria, é muito pouco tempo para fruir tudo o que a Bienal mostra. Cuidado com crianças. Vá com sapatos confortáveis porque a exposição é grande e não leve mochilas.  

Maiores informações entre no site da Bienal  http://www.31bienal.org.br/pt/ 

Até mais pessoal!