domingo, 27 de julho de 2014

Como registrar o brilho de glitter no seu desenho.

Olá artistas e arteiros!

Hoje venho contar uma coisa que me deixou muito frustada esta semana.

Fiz os croquis para a peça que estou produzindo e que escrevi o texto chamada "Uma donzela, um fantasma e muita imaginação" (se vocês encontrarem este texto assinado por Zi Gandolfo fiquem tranquilos, sou eu mesma, assinava este pseudônimo quando comecei a escrever porque tinha medo dos julgamentos das pessoas. Agora que estou velha e sem vergonha uso meu nome mesmo,rsrsrs).

Fui toda feliz a uma loja que faz cópias coloridas e saí bemmmm frustada! Dois croquis que eram de figurinos de fantasmas, portanto com nuances suaves de cinza e azul nas sombras, praticamente desapareceram,kkkk. E o outro que é da personagem Luz, em que usei cola glitter para mostrar os brilhos e strass que vou colocar saíram todos pretos na reprodução.

Imagine alguém tendo um chilique! Reclamei na hora, mas me disseram que o equipamento deles não conseguia fazer melhor que aquilo.

Tudo bem, passou... Ontem com o desenho  da  personagem Luz achei interessante a reação dos meus alunos quando viram o desenho pessoalmente. Havia postado no facebook e eles haviam se mostrado pouco empolgados com a imagem, que está aqui.


Fiquei pensando em como é difícil fazer um retrato fidedigno de uma obra de Arte. Acho muito engraçado de como os meus alunos da faixa de 10 a 14 anos se recusam a ir a exposições e se contentam em ver obras de Arte em reproduções. Não é a mesma coisa! As obras de Arte, vistas com o nosso olhar conseguem nos contagiar e emocionar de outras formas.

Mas, e aí? Você precisa mandar o seu trabalho para alguém avaliar e precisa fazer uma cópia como no meu caso. Como fazer? 

Dei uma pesquisa básica e não achei nenhuma dica de como fotografar glitter então resolvi testar. Lembrei de alguns blogs de maquiagem  em que as blogueiras tem que mostrar sombras e batons com brilho e vi que elas possuem a mesma dificuldade. 

Fiz alguns testes aqui com luz artificial e luz natural, com flash e sem flash usando uma câmera compacta da Sony, a DSC - WX100. Gosto dela porque é pequena e consegue fotos bem legais.

Vamos analisar. Primeiro com luz artificial ( lâmpada fluorescente no teto).



 Não reparem a bagunça do meu escritório-ateliê tá,kkkk.


As fotos com flash mostraram um pouco mais o glitter, mas mesmo assim não curti muito.

Vamos as fotos com luz natural...



Sinceridade? Nenhuma ficou como eu queria!
A com luz natural e flash conseguiram captar mais o brilho do glitter, só que não consegui deixar focada a imagem. Acredito que uma luz artificial difusa com flash também daria bons efeitos.

Antes que alguém pergunte, tentei escanear mais ficou horrível também o glitter. Acho que a fotografia com luz e foco acertados vale mais a pena. 

Espero que ajude e vou voltar a falar deste tema, se achar alguma dica atualizo aqui.

Beijos pessoal e até mais!

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Rupturas na dança: Isadora Duncan e Martha Graham

Olá artistas e arteiros!

Desculpe o post atrasado (problemas na net).

Um das áreas da Arte que estou devendo falar aqui no blog é a dança. Este tipo de arte e a música não são minha especialidade, apesar de eu admirar muitos os artistas que se dedicam as duas.

Venho compartilhar um pouco de uma aula que dei esta semana passada para o 8º ano. Falamos muito em rupturas nas artes visuais com o impressionismo e as pinturas, mas e as outras artes? A modernidade e as mudanças sócio-econômicas que ocorreram no mundo no final do século XIX e início do XX influenciaram muito a dança.

Para se ter uma ideia, dança considerada arte era o balé clássico como neste vídeo que apresenta a coreografia da morte do cisne, do balé Lago do cisnes.


Existiam outras danças também no período impressionista e que eram muito populares como o cancan, retratada por Toulose Lautrec ( e eu acho bem divertida!), só que não tinha o mesmo status, era uma dança de cabarés.


Isadora Duncan veio e propôs uma dança totalmente inovadora, com cabelos soltos, descalça, livre de espartilhos e sapatilhas, inspirada em elementos da natureza como podemos ver neste vídeo.


Isadora causou a ruptura e depois vários artistas começaram a criar suas danças, mas foi Martha Graham, outra americana, que criou a primeira técnica sistematizada da Dança Moderna.


Graças a essas revolucionárias a dança é considerada uma grande arte. Um grupo de dança brasileiro atual e inovador é a Companhia de Dança Deborah Colker. Vejam este vídeo para conhecer o trabalho desta grande bailarina e coreógrafa brasileira, premiada e até escolhida para dirigir um espetáculo do Cirque Du Soleil.


Tem este outro vídeo da Deborah Colker que acho bem legal, mas não consegui por aqui. Clique neste link aqui.

Para finalizar, lembrar da coreografia da Morte do Cisne que coloquei acima? Venham esta releitura que o brasileiro John Lennon da Silva com street dance. Achei genial!


Espero que tenham gostado! Até mais pessoal! :D

sábado, 12 de julho de 2014

Descobri a arte e os materiais de Marcello Barenghi!

Olá artistas e arteiros de plantão!

Faz algum certo tempo que venho sendo marcada em vídeos de desenhos incríveis e hiperrealistas. Fui pesquisar e descobrir que todos são do mesmo artista, Marcello Barenghi.




( Se no seu Android o vídeo não abriu, o endereço do vídeo é este aqui https://www.youtube.com/watch?v=EuBiaRO8QOk&list=TLb1ofL8D0Hk0rXu39viX9wfIbALsML2A_ )

Ele nasceu em Milão, na Itália e começou como a maioria, usando lápis de cor. Porém com o tempo começou a procurar outras técnicas principalmente para pintar áreas maiores, quando acabou descobrindo a técnica de aquarela e aerografia.

Em seus vídeos ele acelera as imagens e nem sempre conseguimos ver quais materiais foram usados...mas para a felicidade geral minha e da nação artística ele fez uma página  apresentando seus materiais e que eu vou reproduzir e explicar aqui para vocês. Quem quiser ver o original clique aqui.  


Que eu já comentei aqui no blog, mas não é igual ao meu, é muuuuuuito melhor.
É o lápis de cor da Caran D'Ache Supracolor, e, pra humilhação geral dos pobres brasileiros, de 120 cores! (eu nunca vi uma  papelaria perto da minha casa vendendo lápis de cor com mais de 48,kkkk)

Ele usa mais em detalhes, já que a base ele pinta com aquarela líquida Ecoline da marca Talens. Nunca usei ela, mas amigos artistas disseram que ela é muito boa e mais fácil de se trabalhar. O duro é o precinho, em média R$25,00 cada cor.






Para usar tinta ele precisa de um papel resistente. Marcello usa um papel vegetal, que pelo pesquisei semelhante ao papelão paraná aqui do Brasil. Não sei se me arriscaria a fazer no papelão, mais quem quiser arriscar... #ficaadica#





Esta parte foi a que mais gostei! Fiquei doida tentando ver a marca das canetas hidrográficas nos vídeos que ele usa em contornos e para marcar e definir sombras mais profundas. O melhor é que são marcas que encontramos no Brasil, a Staedtler e Stabilo.

Aquele brilho dos metais incríveis ele usa caneta gel da Pentel na cor branca principalmente. Também nunca usei, só usei dourada e prata. Acho que ajudam muito nos detalhes.

Da Faber-Castell ele usa uma linha de canetas chamada Pitt artist pens. Essa eu tenho uma e posso afirmar, são excelentes pessoal! Tô devendo resenha delas aqui no blog para vocês!





Essas para mim foram total novidade! São as canetas Letraset. Elas podem ser recarregadas. Não achei o preço no Brasil mais não devem ser baratas não,kkkkk. Não tenho certeza, mas acho que as da Copic e Posca podem ser possíveis substitutas.

Para desenhar e sombrear ele usa lápis B, 7B e 9B da Caran D'Ache.

Ele além de misturar todos materiais usa o aerógrafo.


Imagem Wikipédia


 Para você que não tem a mínima ideia do que é isso, é um método onde usamos uma caneta que tem um depósito de tinta líquida (caneca de tinta) que é expelida pela pressão do ar, feita com um compressor, processo parecido com os sprays de tinta. É uma técnica boa para conseguir sombreamentos e preencher grandes áreas do desenho. 


Resumindo o processo...

Ele desenha com lápis grafite ou marca com lápis de cor, depois pinta as áreas maiores com aquarela e marcadores. Termina os detalhes com caneta gel, canetas hidrográficas e lápis de cor e sombras com aerógrafos.

Então não fiquem tristes se seus desenhos não ficam tãoooo hiperrealistas quanto o de Barenghi. Ele estudou muito para chegar nestes resultados porque dominar todas estas técnicas e conseguir comprar todos estes materiais não é para qualquer iniciante. 

Espero que tenham gostado e que ajude a vocês. Recomendo muito visitar o canal dele, é ótimo! O nome é Italian Art.

Até a próxima pessoal!

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Parabéns para o blog! Um ano de vida! Aehhh!

Olá artistas e arteiros!


Sei que hoje eu e todos brasileiros estamos com uma certa dor no coração (o que foi aquele jogo ontem?) só que eu estou feliz porque consegui uma proeza, estou mantendo meu blog e ele hoje faz um ano! Parabéns Artistas e suas Coisas! 

 Eu aceito um bolo desses hoje, amanhã, sempre, kkkkkk

Manter um blog precisa de disciplina e isso é um exercício para mim, mas apesar do trabalho, virou meu xodó, faço ele com muito carinho para vocês!


Para quem começou a seguir a pouco tempo a ideia deste blog começou porque eu queria dividir um pouco do que vivo, amo e faço e porque fiquei com muita raiva porque queria comprar alguns materiais pela internet e não tinha nenhuma referencia se eram bons ou não.


Fico muito feliz de saber que acabei virando esta referencia para muitas pessoas que sofrem deste mesmo problema que eu. Infelizmente ainda não consegui patrocínios, o blog está começando a crescer em acessos (está na média de 1000 por mês, valeu pessoal!),  coisa que eu pretendo porque assim vamos ter acesso a mais materiais e quem sabe fazer sorteios para vocês (então se você é empresário(a), tem um industria de materiais, papelarias, venha ser nosso parceiro(a))!


Espero poder comemorar  esta data com por muitos e muitos anos!Cinco girassóis de Van Gogh para vocês!





Todo meu carinho para vocês, meus amigos, colegas, alunos e amigos novos do blog. Muito obrigada!

Meu autorretrato em versão mangá.

sábado, 5 de julho de 2014

DIY - Tênis All Star personalizado com o tema "A culpa é das estrelas"

Oi artistas e arteiros de plantão!


Hoje vai ter um post diferente porque ele não foi feito por mim! 
Quero apresentar para vocês uma aluna muito talentosa e que fez esta arte no tênis dela inspirada na arte do livro "A culpa é das estrelas", de John Green. Acho legal para vocês reaproveitarem aquele tênis velho, além de ser uma forma de divulgar sua arte customizando sapatos.

Para quem gostar do trabalho dela, vou deixar alguns links no final,okay? Okay!  kkkkkk
Com vocês, Leidy Oliveira!


Olá pessoinhas! *-*

Eu queria muito personalizar meu All Star (que já estava bem velhinho) e como  durante  toda  semana a coisa mais comentada é o filme, "A Culpa é das Estrelas", OMG! (Chorei horrores).

Daí eu pensei: Porque não?
Vamos soltar a criatividade e personalizar seu All Star de maneira fácil, estilosa e muuuuuiiittoo linda!

Você primeiramente vai precisar de um All Star, novo ou já usado.




Materiais Necessários:

  • 1 Tinta para tecido na cor preta;
  • 1 Tinta para tecido na cor Branca;
  • 1 Tinta para tecido na cor azul claro;
  • 1 Lápis grafite;
  • 1 Pincel ( a escolha fica a seu critério);
  • 1 Pincel de ponta fina ( 0 ou 1).

Passo 1:

Com o Lápis normal, desenhe uma nuvem aonde desejar ( no meu eu quis colocar mais perto do calcanhar) ...



Passo 2:

Retire o cadarço e com o Pincel e comece a preencher seu All Star, procure não deixar nem um vão que mostre a cor original de seu All Star. Lembre-se: Não passe a tinta azul no desenho da nuvem que você fez.


Passo 3:
 Preencha o espaço que você deixou no desenho da nuvem com a tinta branca e preta, uma cor em cada par. Se você quiser pintar da mesma cor (ex: Os dois lados Brancos) Também vale.


Passo 4:
Com o pincel de ponta fina, escreva "Okay" dentro da nuvem e em seguida faça alguns tracejados contornando a nuvem.


Passo 5:
Limpe os cantos que ficaram sujos de tinta, espere a tinta secar e recoloque os cadarços. Seu All Star da Culpa é das estrelas já está pronto!


Viiiuu gente que facílimo que é? E o resultado final é incrível! 
Obs: Você vai sujar muuuitooo suas mãos, procure usar uma luva.
E aí, Gostaram? Okay? <3
Bjiiinhos *o*

A Leidy começou um blog a pouco tempo, o "Divas porque sim".
Aliás, ele desenha muito bem e fez tutoriais de pintura com lápis de cor no canal dela, tenho certeza que vocês irão gostar!


Guardem este nome, Leidy Oliveira!  #souprofessoraorgulhosa#

Até mais pessoal! :D